Mais vale prevenir do que remediar...

Penso que esta é uma das tais expressões que nimguém se livrou de ouvir da sua mãe, avó, bisavó… A sabedoria tradicional já provou que mesmo com o passar dos anos e a mudança dos tempos, existem coisas que nunca mudam.

Prevenir - Evitar, acautelar-se contra, livrar-se de, impedir, precaver-se.

Saúde preventiva - Conjunto de medidas e acções de saúde voltadas para a prevenção de doenças e/ou seu agravamento.

Agora que temos estes dois conceitos bem definidos e em mente vamos transportá-los para a nossa visão sobre a saúde.

Fomos habituados desde bebés a ir levar a vacina, a tomar complexos multivitamínicos e até a tomarmos certas substâncias só para prevenir que certos sintomas surjam, mas ninguém nos ensinou que nós somos o reflexo exterior do que fazemos e comemos e de todas as nossas práticas quotidianas.

Pois bem nós queremos ajudar-te a repensar e talvez reconstruir algumas dessas práticas. Tu mereces e o teu corpo precisa.

A prevenção é o pilar base e mais importante da saúde.

Saúde - é um estado completo de bem estar físico, mental e social e não somente a ausência de doença.
(-segundo a OMS)

Definido o nosso conceito central, podemos concluir que o foco não é apenas prevenir a doença mas sim alcançar este estado completo de bem estar físico, mental e social.

Agora a grande questão. Como alcançamos esse estado?

Bem, não há um caminho pré-definido, único e imutável que possa ser seguido passo a passo nem nenhuma fórmula mágica. Mas temos alguns conselhos para ti.

Apresentamos a pirâmide das necessidades - de Maslow

piramide-maslow.jpg

Como podes ver as nossas necessidades são muito mais do que apenas as necessidades fisiológicas mas também podes reparar que ela é a base da pirâmide. Ou seja, se esta necessidade não estiver satisfeita mais nenhuma vai estar.

Quais são estas necessidades fisiológicas?

Bem todos as tentamos satisfazer podem é estar melhor ou pior satisfeitas.

Damos como exemplo a alimentação, ninguém deixa de satisfazer esta necessidade pode é ser melhor satisfeita, através de uma alimentação saudável e equilibrada e de acordo com o nosso biótipo, ou menos satisfeita, por uma alimentação desequilibrada, intoxicada de poluentes, açucares e outros perlimpimpins que nem sonhamos.

A necessidade não deixa de estar satisfeita, mas o resultado dessa satisfação vai ser totalmente diferente em cada um dos casos.

Resumindo, temos que prevenir não só a doença mas tudo o que pode afectar o nosso estado de bem estar, preocupando-nos não só com as necessidades fisiológicas mas o todo que engloba as nossas necessidades e só é possível fazê-lo através de decisões pensadas ao satisfazê-las, já que estas têm repercussões directas no nosso organismo, na nossa saúde.

As terapias alternativas são uma excelente maneira de se manter no estado de saúde que todos ambicionamos, já que todas elas têm como fundamento o equilíbrio nos vários aspectos da vida, não só os aspectos somáticos.



Margarida VenturaComentário